Tempo estimado de leitura:

Boleto de condomínio: Como emitir a 2ª via online?

Um boleto de condomínio é um documento que é emitido pelo síndico ou administradora de um condomínio para cobrança de taxas condominiais. 

Os gestores, síndicos e administradores sabem que emitir a 2ª via do boleto de forma online geralmente traz uma preocupação extra com o custo deste serviço.

Por este motivo, é importante planejar a emissão de cada boleto e contar com um sistema eficiente, que não faça cobranças abusivas em cada boleto.

No novo post do blog uCondo, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o pagamento, prazos, taxas, geração e emissão de segunda via de boleto de condomínio.

Acesso rápido: Gerar 2ª via do boleto de condomínio

Índice:

síndica emite segunda via de boleto de condomínio
Saiba como emitir a segunda via do boleto de condomínio online.



O que é boleto de condomínio?

Um boleto de condomínio é um documento que representa a cobrança das taxas de condomínio de um edifício ou conjunto residencial. 

O boleto geralmente é gerado pela administradora do condomínio e enviado aos moradores para pagamento mensal ou bimestral.

O boleto de condomínio contém informações como o nome do condomínio, o número da unidade, o valor da taxa de condomínio, a data de vencimento e o código de barras para facilitar o pagamento. 

É importante que os moradores paguem suas taxas de condomínio em dia para que o condomínio possa manter suas operações e serviços em funcionamento, como limpeza, segurança e manutenção.




Como gerar boleto de condomínio?

Em alguns condomínios, o boleto é enviado por correio ou e-mail, e deve ser pago até a data de vencimento indicada. Se o boleto não for pago no prazo, o condômino poderá ser multado ou ter sua dívida cobrada judicialmente. 

Em condomínios que já possuem sistema de gestão condominial via aplicativo, é possível realizar todo o processo de forma online. 

É o exemplo do app uCondo, onde o síndico pode programar uma data e o sistema realiza o envio automático dos boletos/faturas.

Você pode gerar boletos com poucos cliques, eliminando processos de remessa e retorno bancários. 

Acesse agora: Emitir seu boleto de condomínio

Com envio automático e emissão de alertas via sistema, é possível reduzir a inadimplência. Também é possível realizar o pagamento via PIX, recebendo uma notificação de entrega e de pagamento pelo mesmo sistema.

Assista o vídeo abaixo e saiba como o sistema uCondo pode facilitar a cobrança da taxa condominial e a emissão de boletos:




Por que emitir segunda via de um boleto?

Existem várias razões pelas quais você pode precisar gerar a segunda via de um boleto.

Algumas das razões mais comuns para emissão da segunda via são:

  1. O boleto original não foi pago: Se você perdeu ou não conseguiu pagar o boleto original, pode precisar gerar uma nova via para fazer o pagamento.

  1. O boleto original está danificado: Se o boleto original foi danificado de alguma forma (por exemplo, se foi molhado ou amassado), pode ser difícil ler o código de barras ou outras informações importantes. Neste caso, você pode precisar gerar uma nova via para fazer o pagamento.

  1. O boleto original foi extraviado: Se você perdeu o boleto original e não tem mais acesso a ele, pode precisar gerar uma nova via para fazer o pagamento.

  2. O boleto contém um erro: Se houve algum erro na emissão do boleto, o ideal é que uma segunda via seja gerada. Um exemplo é a emissão de um boleto para a unidade errada ou em nome de outro morador.



Como emitir a segunda via do boleto de condomínio?

Se por algum dos motivos acima o condômino não pagou a primeira via do boleto, o síndico precisa emitir a segunda via.

O processo mais comum, via internet banking ou no aplicativo do banco, a emissão é manual e suscetível a erros. Além disso, o banco geralmente cobra uma taxa por essa nova emissão.

Neste modelo mais antigo de cobrança, a responsabilidade sempre acabava recaindo sobre o gestor ou síndico.

No app uCondo, a funcionalidade da régua de cobrança automática notifica os inadimplentes sem que o gestor precise ter essa conhecida dor de cabeça ao fazer a cobrança de forma manual.

Por exemplo: com o sistema uCondo, o morador recebe um aviso cinco dias antes do vencimento, um dia antes do vencimento e no dia do vencimento.

Caso ele não quite a dívida, ele receberá um aviso na semana seguinte e vinte dias após o vencimento do boleto.

E o melhor: tudo isso de forma automática. O gestor não precisa fazer isso de forma manual para cada morador.

Acesse agora: Emitir boleto/fatura de condomínio



Como pagar boleto de condomínio?

Existem várias maneiras de pagar um boleto:

  1. Em uma agência bancária: você pode ir até uma agência bancária e pagar o boleto no caixa, usando dinheiro ou cheque.

  1. Pela internet: muitos bancos oferecem a opção de pagar boletos pelo seu site ou aplicativo. Você pode usar o cartão de crédito ou débito ou transferir o valor da conta corrente para o boleto.

  1. Em casas lotéricas: é possível pagar boletos em casas lotéricas. Você deve apresentar o boleto e o valor a ser pago em dinheiro.

  1. Em caixas eletrônicos: muitos caixas eletrônicos oferecem a opção de pagar boletos. Você deve selecionar a opção "pagar boleto" e informar o número do boleto e o valor a ser pago.



Como calcular os juros do boleto de condomínio?

Para calcular os juros de um boleto, você precisará de algumas informações:

  1. O valor principal do boleto: este é o valor principal que você deve pagar, sem juros ou encargos.
  2. A taxa de juros: esta é a taxa de juros que será aplicada sobre o valor principal do boleto. A taxa de juros pode ser expressa em porcentagem ou em uma taxa diária, mensal ou anual.
  3. O período de tempo: este é o período de tempo durante o qual os juros serão cobrados. Por exemplo, se os juros forem cobrados a uma taxa mensal, o período de tempo seria o número de meses em que o boleto estiver em atraso.

calculando os juros do boleto de condomínio
Como calcular os juros do boleto de condomínio?

 

Para calcular os juros, você pode usar a seguinte fórmula:

Juros = Valor principal x Taxa de juros x Período de tempo

Por exemplo, suponha que você tenha um boleto no valor de R$ 100,00, com uma taxa de juros de 2% ao mês e que o boleto esteja em atraso por 3 meses. Usando a fórmula acima, os juros seriam:

Juros = 100 x 0,02 x 3 = R$ 6,00

Isso significa que, além do valor principal de R$ 100,00, você deverá pagar R$ 6,00 de juros. O total a ser pago seria de R$ 106,00.




Como controlar a inadimplência?

Tanto para síndicos quanto para condôminos, o controle da inadimplência sempre será um ponto importante e que exige muita atenção.

Para o síndico, a inadimplência significa queda na arrecadação e a longo prazo, pode gerar problemas para a gestão de um condomínio.

Para o morador, atrasar um pagamento pode se tornar uma bola de neve. Ninguém gosta de atrasar uma fatura e ter que pagar duas contas atrasadas em um só mês.

Por isso é importante manter os pagamentos em dia e ter sempre um diálogo transparente para ambas as partes. 

Para manter a comunicação e os boletos em dia, milhares de síndicos em todo o Brasil podem optar por um sistema de gestão condominial.

Caso a escolhe seja o app uCondo, o síndico conta com taxas reduzidas, geração boletos de forma rápida e segura, opções para gestão financeira, auxílio em todas as etapas fiscais de forma simples e, além de tudo isso, fácil utilização pelos moradores.

O app uCondo tem tudo isso e muito mais! Assista o vídeo abaixo e saiba um pouco mais sobre o controle da inadimplência:

Quer saber como implementar o sistema uCondo no seu condomínio para emitir boletos em massa e reduzir a inadimplência? Cadastre-se abaixo e receba uma demonstração gratuita:

Postado em  

February 16, 2024

Conheça a uCondo, o sistema de gestão de condomínios

Administre um ou mais Condomínios de forma simples e rápida. A uCondo conecta bancos, síndicos, porteiros, condôminos e administradoras, em uma única plataforma 100% digital.