Tempo estimado de leitura:

Condomínio precisa ter um contador?

É preciso ter contador em condomínio residencial? A necessidade de ter um contador em um condomínio pode variar de acordo com o tamanho e a complexidade do condomínio, bem como as leis e regulamentos locais. 

Geralmente, condomínios maiores e mais complexos, como condomínios residenciais com muitas unidades e áreas comuns, costumam contar com a contratação de um contador ou uma empresa de contabilidade.

Eles lidam com todas as finanças e a contabilidade do condomínio, já que a gestão financeira de um condomínio envolve diversas atividades.

Para esclarecer as dúvidas dos leitores do blog uCondo, nosso novo conteúdo traz tudo sobre a necessidade de um contador em condomínios de todos os portes.

Índice:

Todo condomínio precisa ter um contador?



O que um contador faz?

Um contador é responsável por registrar, organizar e analisar as transações financeiras de uma organização ou indivíduo, calcular impostos, preparar relatórios financeiros e assegurar a conformidade com as leis fiscais e regulamentações financeiras. 

Eles ajudam a manter registros financeiros precisos e fornecem informações críticas para tomadas de decisão financeira.




Qual o objetivo da contabilidade?

O objetivo da contabilidade em um condomínio é registrar, organizar e controlar as transações financeiras do condomínio.

Isso inclui a coleta de taxas de condomínio, o pagamento de despesas comuns e a manutenção de registros financeiros precisos. 

Ela permite que o condomínio acompanhe suas finanças, assegure a equidade entre os condôminos e cumpra suas obrigações legais, além de fornecer informações úteis para a gestão financeira e a tomada de decisões no condomínio.

Assista o vídeo abaixo e saiba mais sobre o assunto:




Quanto custa um contador?

O custo de contratar um contador para um condomínio pode variar significativamente com base em vários fatores, incluindo o tamanho do condomínio, a complexidade de suas finanças, a localização geográfica e os serviços contábeis necessários.

Em geral, o custo de um contador para condomínio pode variar entre R$500 e R$1.000 por mês, dependendo do tamanho do condomínio e da cidade em que ele está localizado.




O que a lei diz sobre a contabilidade para condomínios?

O principal instrumento da Lei em relação aos condomínios é o Código Civil, que em seu Artigo 1.348 estabelece que:

Art. 1.348. Compete ao síndico:

(…)


I – elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano;


VII – cobrar dos condôminos as suas contribuições, bem como impor e cobrar as multas devidas;


VIII – prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas;


(…)”




Todo condomínio precisa de contador?

De acordo com a legislação, não existe nenhuma obrigação legal aos condomínios para contratarem os serviços de um contador, mesmo que o condomínio possua um CNPJ ativo

Da mesma forma, não há nenhuma regulamentação do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) que exija a presença de um contador nos condomínios residenciais, independente do porte.

Ainda que não haja uma lei específica obrigando a contratação de um contador, é de responsabilidade do síndico prestar contas, cobrar as contribuições condominiais, controlar a inadimplência e ainda elaborar a previsão orçamentária.

Assumir essas responsabilidades sem o conhecimento adequado na área pode trazer sérias consequências para o condomínio e para o próprio síndico

Erros na gestão financeira podem levar a penalizações, incluindo ações judiciais civis e criminais contra o gestor.

Principalmente em condomínios com mais unidades, é indicado que o síndico contrate um contador ou uma empresa de contabilidade.

Como funciona a contratação de um contador?

A contratação de um contador para o condomínio geralmente é feita pelo síndico ou pela administração. 

Para isso, é necessária a aprovação em assembleia, já que o serviço terá um custo que será repassado aos moradores, sendo geralmente diluído na taxa condominial. 




Quais são as responsabilidades do contador de condomínio?

O contador de um condomínio desempenha um papel essencial na gestão financeira e contábil do condomínio.

Suas responsabilidades incluem controle de transações financeiras, elaboração de balanços e demonstrativos financeiros, gestão de contas bancárias, emissão de boletos e cobrança e cumprimento de obrigações fiscais em geral.

É importante observar que as responsabilidades do contador de um condomínio podem variar de acordo com o tamanho e a complexidade do condomínio.




Como deve ser feita a prestação de contas do condomínio?

Uma das obrigações do contador é a prestação de contas do condomínio, que deve ser realizada de forma transparente e de acordo com os procedimentos definidos no regulamento interno e na convenção do condomínio. 

Para detalhar esse processo, a uCondo preparou um vídeo especial. Assista:




Como montar planilha de controle de gastos?

Montar uma planilha de controle de gastos para um condomínio pode ser uma ferramenta valiosa para uma gestão financeira eficiente. 

Aqui está um passo a passo básico para criar uma planilha de controle de gastos no condomínio:

  1. Coletar informações e documentos: Reúna todos os documentos financeiros relevantes, como extratos bancários, faturas de fornecedores, registros de taxas de condomínio, contratos de serviços, e outros registros financeiros.

  1. Identificar categorias de despesas: Crie uma lista de categorias de despesas que se aplicam ao condomínio. Exemplos incluem manutenção, limpeza, segurança, despesas administrativas, serviços públicos, fundo de reserva, entre outras.

  1. Estabelecer um formato de planilha: Escolha um software de planilha, como o Microsoft Excel, Google Sheets ou outro de sua preferência, e crie uma planilha em branco. No topo da planilha, crie colunas para cada categoria de despesas, bem como colunas para datas, descrições e valores.

  1. Registrar despesas: Insira todas as despesas do condomínio na planilha. Isso inclui todas as informações relevantes, como data da despesa, descrição da despesa, o fornecedor ou beneficiário, a categoria de despesa e o valor.

  1. Calcular totais: Use fórmulas nas células para calcular totais mensais e anuais para cada categoria de despesa. Você pode usar fórmulas para simplificar esse processo.

  1. Monitorar o orçamento: Compare os valores reais com o orçamento planejado (se disponível) para cada categoria de despesa. Isso ajudará a identificar se as despesas estão dentro do planejado ou se estão excedendo o orçamento.

  1. Atualizar regularmente: Mantenha a planilha atualizada regularmente, inserindo novas despesas assim que elas ocorrerem e atualizando os totais mensais e anuais. Isso ajudará a manter o controle financeiro ao longo do tempo.

Para facilitar sua vida, a uCondo disponibiliza, de forma gratuita, uma planilha para controle de gastos. Cadastre-se abaixo para baixar:




Quais os sistemas mais usados na contabilidade?

Na contabilidade de um condomínio, diversos sistemas e softwares podem ser utilizados para facilitar o gerenciamento financeiro e o registro das transações. 

Alguns dos sistemas mais usados incluem:

  • Planilhas Eletrônicas: Ferramentas como Microsoft Excel ou Google Sheets são amplamente utilizadas para criar planilhas de controle financeiro. Elas são simples de usar e permitem a personalização de acordo com as necessidades específicas do condomínio. É um sistema que exige mais trabalho “manual”.

  • Plataformas Online de Contabilidade: Alguns condomínios optam por serviços de contabilidade online, nos quais os documentos financeiros são digitalizados e enviados para uma equipe de contadores que cuida de todas as tarefas contábeis remotamente. De certa forma, também exige bastante trabalho “manual”.

  • Sistemas de Gestão Condominial: Muitos condomínios utilizam sistemas de gestão condominial que incluem módulos de contabilidade. Eles oferecem funcionalidades completas, como controle das finanças, emissão de boletos de taxas condominiais, gestão de balancetes e reservas de áreas comuns.



Qual o melhor app de contabilidade?

Um sistema de gestão condominial, como o uCondo, oferece diversas vantagens para facilitar a contabilidade de um condomínio. 

Algumas das principais vantagens incluem:

  1. Automatização de Processos: O uCondo permite automatizar muitos processos financeiros, como a geração automática de boletos de taxas condominiais, o que economiza tempo e reduz erros manuais.

  1. Controle de Inadimplência: O sistema ajuda a identificar condôminos inadimplentes, facilitando o acompanhamento e a cobrança de valores em atraso.

  1. Integração de Contas: O uCondo permite integrar diretamente as contas bancárias do condomínio, facilitando a conciliação bancária.

  1. Emissão de Relatórios Financeiros: O sistema gera relatórios financeiros detalhados, o que torna mais fácil para o síndico e a administração acompanhar o fluxo de caixa e a saúde financeira do condomínio.

  1. Transparência para Condôminos: O uCondo oferece uma plataforma online onde os condôminos podem acessar informações financeiras, como saldos e extratos, promovendo a transparência na gestão financeira do condomínio.

  1. Controle de Documentação: O sistema ajuda a organizar e manter documentos financeiros e contratos, facilitando o acesso a registros importantes quando necessário.

  1. Comunicação Eficiente: Além da gestão financeira, o uCondo também oferece recursos de comunicação interna, permitindo que os condôminos e a administração interajam de forma eficiente.

  1. Segurança de Dados: Esses sistemas normalmente têm medidas de segurança para proteger as informações financeiras do condomínio, como backups regulares e acesso restrito.

A principal funcionalidade para facilitar a gestão contábil é o plano de contas da uCondo. Assista o vídeo abaixo e conheça:

Postado em  

September 6, 2023

Conheça a uCondo, o sistema de gestão de condomínios

Administre um ou mais Condomínios de forma simples e rápida. A uCondo conecta bancos, síndicos, porteiros, condôminos e administradoras, em uma única plataforma 100% digital.